Câmara de Boa Vista é a única entre as capitais do país sem sessões transmitidas ao vivo

Câmara de Boa Vista é a única entre as capitais do país sem sessões transmitidas ao vivo

Com deliberações remotas, votações e pronunciamentos ficam restritos a vereadores e servidores

 

Quem quer acompanhar o trabalho dos vereadores de Boa Vista tem que se contentar com o que é divulgado pela Câmara Municipal de Boa Vista ou pelos próprios parlamentares.

 

Em função da pandemia, o acesso ao plenário está restrito e a instituição é a única entre as capitais da região Norte que não transmite as sessões ao vivo.

 

A Câmara Municipal de Boa Vista informou que já está trabalhando para meios que permitam a população acompanhar as sessões remotamente por transmissões em tempo real, mas não há prazo para que isso ocorra.

 

Nas demais capitais nortistas, a principal plataforma utilizada para as transmissões é o Youtube, mas outras também utilizam redes sociais como o Facebook e Instagram para possibilitar que a população acompanhe o trabalho legislativo em tempo real.

 

As notícias publicadas no site da CMBV informam a realização de pelo menos oito sessões legislativas desde 06 de janeiro, quando foi realizada a primeira votação do ano.

 

Neste período, foram aprovados projetos de lei que garantem reajuste salarial aos servidores do Legislativo Municipal, classificam como essenciais trabalhos prestados por igrejas, buscam atendimento especial para a mulher, reconhece como técnico o trabalho de guardas municiais e cria premiação emergencial para músicos, entre outros.

 

Confira o que a CMBV diz sobre o assunto:

“A Câmara Municipal de Boa Vista já está trabalhando para viabilizar a implantação da TV Câmara e demais meios que permitam a população acompanhar as sessões remotamente através das transmissões em tempo real.

Por se tratar de um processo que requer uma estrutura técnica mais elaborada e pessoal capacitado, ainda não há prazo definido para o início das transmissões das sessões.

Infelizmente, por conta das restrições e limitações de público impostas pelas autoridades sanitárias em função da pandemia, não é possível a participação dos munícipes acompanhando as sessões em plenário.”

Deixe uma resposta