You are currently viewing BARREIRAS SANITÁRIAS: Governo anuncia novas ações estratégicas de combate ao covid
Governador Antonio Denarium e equipe anunciaram novas medidas em coletiva (Foto: Secom-RR)

BARREIRAS SANITÁRIAS: Governo anuncia novas ações estratégicas de combate ao covid

As ações estratégicas que serão adotadas pelos próximos 10 dias em Roraima no enfrentamento da COVID-19 foram anunciadas pelo Governo de Roraima, em coletiva à imprensa ocorrida nesta terça-feira, 12, no Palácio Senador Hélio Campos.

As novas estratégias incluem a reativação das barreiras sanitárias, no posto de fiscalização estadual, no Jundiá, na divisa com o Amazonas e no Aeroporto Internacional de Boa Vista, na capital. Até o final desta semana serão definidos o quantitativo de profissionais envolvidos, escala de trabalho e capacitação da equipe que atuará nas barreiras.

A coletiva teve a presença do governador Antonio Denarium, do secretário de saúde, Marcelo Lopes, secretário adjunto de saúde, Alexandre Salomão, Comandante Geral da Polícia Militar, Francisco Xavier, Diretor Executivo de Proteção e Defesa Civil do Estado de Roraima, Cel. Cleudimar Alves Ferreira e a Coordenadora Geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira.

“O Governo de Roraima está adotando todas as medidas necessárias para conter o avanço da doença no Estado. O nosso objetivo é garantir que a saúde da população como prioridade. Vamos trabalhar de forma intensificada para conter novos avanços da doença no Estado”, esclareceu o governador.

De acordo com o secretário Marcelo Lopes, as barreiras terão como objetivo realizar a identificação de sintomas, aferição de pressão e orientação de saúde, além da realização de teste rápido quando for necessário.

“As equipes farão o trabalho de verificação de sinais e sintomas, e a orientação sobre como a pessoa deve proceder, caso apresente algum sintoma. Não serão barreiras restritivas, pois o objetivo é prestar todo o auxílio necessário para garantir que a situação não saia do controle”, disse.

Lopes ressalta que naqueles casos em que for identificado algum sinal de alerta, como por exemplo, febre ou algum sintoma importante a pessoa, poderá ser encaminhada para o HGR, onde há uma equipe de triagem da COVID-19 atuando de 11h às 14h, ou para o Lacen, conforme a necessidade do caso.

Já na barreira do Jundiá, as equipes atuarão com a mesma dinâmica, sendo que a pessoa poderá ser encaminhada para triagem no Hospital Regional Ottomar de Souza Pinto, no município de Rorainópolis, se necessário.

A reativação das barreiras sanitária será realizada por meio de uma ação integrada que envolverá também a INFRAERO, ANVISA, Defesa Civil Estadual e outros entes que integram a gestão estadual, entre eles, Polícia Militar e Detran, bem como será solicitado apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Defesa Civil vai ajudar nas barreiras

Segundo com o Cel. Cleudiomar Alves Ferreira, Diretor Executivo de Proteção e Defesa Civil do Estado de Roraima é necessário realizar o acompanhamento imediato do aumento do fluxo para a tomada de decisão sobre as medidas de contenção, diante do cenário que a pandemia apresentar.

“Teremos praticamente o mesmo contingente que tivemos anteriormente, mas dessa vez teremos um diferencial em relação ao trabalho que já foi realizado antes, que será a disponibilidade dos testes rápidos para serem aplicados quando necessário. Trata-se de um trabalho muito importante, de mitigação dos efeitos da pandemia, então esperamos que tenha o resultado eficaz, no que se refere a prevenção e orientação das pessoas”, complementou.

Leitos serão ampliados como estratégia para cuidar da população

Durante a coletiva foram anunciadas medidas importantes como a ampliação de leitos de UTI e de enfermaria, com a reorganização do fluxo de atendimento no HGR,

“A nossa proposta é que o HGR volte a atender as demandas exclusivas de COVID-19, de forma que as outras demandas não relacionadas à doença sejam atendidas em outras unidades. Para isso será feita a reorganização do fluxo de atendimento no Pronto Atendimento Cosme e Silva, o credenciamento de novos leitos particulares, bem como outras medidas para que essa mudança seja realizada com segurança e organização”, complementou o secretário.

O Plano de Contingência para os próximos 10 dias inclui ainda a possibilidade de reabertura parcial da APC (Área de Proteção e Cuidado), com a possibilidade de utilização de aproximadamente 80 leitos clínicos inicialmente.

“A estrutura da APC será utilizada para atender as demandas não relacionadas à COVID-19, nesse primeiro momento, para que possamos garantir a reorganização do fluxo que a transferência de pacientes do HGR, não acometidos pela COVID-19, para outras unidades”, ressaltou Lopes.

“Hoje fizemos uma apresentação do que o Governo do Estado está fazendo para garantir que a população tenha o atendimento adequado. Esse alinhamento das ações de vigilância epidemiológica e sanitária, seguindo o planejamento de enfrentamento da COVID-19 tem como foco é fortalecer a vigilância e garantir que a população continue recebendo a atenção que necessita”, finalizou o governador Antonio Denarium.