ELEIÇÕES 2020: Bolsonaro nega apoio a Nicoletti e chama Cascavel de mentiroso

ELEIÇÕES 2020: Bolsonaro nega apoio a Nicoletti e chama Cascavel de mentiroso

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) informou, por meio das redes sociais, que não irá participar no 1º turno das eleições para prefeitos em todo o Brasil e não irá apoiar nenhum candidato.

“Quem disser que apoio está mentindo. Não tenho tempo para me dedicar às eleições. No 1º turno não pretendo apoiar nenhum candidato a prefeito”, disse.

A afirmação de Bolsonaro foi em resposta ao comentário de um internauta, que o indagou a respeito do deputado federal por Roraima Antonio Nicoletti (PSL), pré-candidato à Prefeitura de Boa Vista.

Antes, ainda no final de agosto, o presidente já havia afirmado em uma publicação nas redes sociais que não iria participar do 1º turno das eleições para prefeito no país.

“Tenho muito trabalho na presidência e, tal atividade, tomaria todo meu tempo num momento de pandemia e retomada da nossa economia”.

Nicoletti oficializou sua pré-candidatura ao cargo majoritário durante a convenção do PSL realiza na segunda-feira, 07, com a presença do assessor especial do Ministério da Saúde (MS), o ex-deputado federal Airton Cascavel, que é suplente e vai assumir o cargo de deputado federal se Nicoletti for eleito prefeito.

Em um vídeo captado durante a transmissão da convenção, Cascavel afirma que Nicoletti será apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) nas próximas eleições.

“Na sexta-feira pedia para o Bolsonaro: presidente grave para o Nicoletti uma mensagem. E ele [Bolsonaro] disse: Cascavel, você pode dizer a Boa Vista que o Nicoletti é o meu candidato, é o candidato do Bolsonaro”, disse.

Veja o vídeo:

 

Deputado federal teria perdido apoio do presidente ainda em 2019

Assim como fez nas eleições de 2018, quando se elegeu deputado federal pelo PSL em Roraima baseando toda a campanha em vídeos com Jair Bolsonaro, Nicoletti também tenta nas eleições deste ano, assim como vários candidatos, conquistar apoio do presidente.

O parlamentar, porém, vem sendo minado do grupo de Bolsonaro e seus filhos desde outubro de 2019, quando votou contrário ao nome do deputado federal Eduardo Bolsonaro para assumir a liderança do PSL na Câmara.

Nicoletti foi um dos 12 parlamentares que perderam o cargo de vice-líder do governo na Câmara dos Deputados após o filho do presidente assumir o cargo.

Deixe uma resposta