Vereador denuncia prefeitura por distribuir merenda vencida a estudantes

Vereador denuncia prefeitura por distribuir merenda vencida a estudantes

Pais de estudantes das escolas municipais Eunício Queiroz, no bairro Cidade Satélite, e Jânio Quadros, no Tancredo Neves, denunciaram que receberam itens da merenda escolar fora do prazo de validade.

A denúncia foi recebida pelo gabinete do vereador Linoberg Almeida (Rede), que afirmou ter entrado em contato com a Secretaria Municipal de Educação e informado dos casos.

A merenda escolar passou a ser distribuída às famílias de alunos da rede pública pela Prefeitura de Boa Vista a após os alimentos terem vencidos, segundo o vereador, que disse que pediu a distribuição desde que as aulas do município foram suspensas, mas não havia sido atendido.

“Mãe e pai chamando para ver comida vencida sendo entregue para as crianças não dá. E olha que avisamos antes. Fiz Ofício 28/ 2020 em 6 de abril pedindo que se fizesse kits da merenda”, disse.

Os alimentos ficam guardados nos depósitos das unidades de ensino. Entre os itens vencidos entregues às famílias estão pacotes de arroz, açúcar, trigo e cereais, alguns com data de validade expirada desde março deste ano.

Para Almeida, a Prefeitura demorou para decidir sobre a gestão da merenda escolar durante a pandemia e deixou de garantir a segurança nutricional das crianças.

“Sejam cestas básicas ou kits da merenda escolar, fique atento a data de validade dos produtos. Informe a escola, denuncie para que possamos acionar os responsáveis. Temos casos de fubá, aveia vencidos e feijão inadequado em alguns bairros”, frisou.

Ouça Áudio

Prefeitura confirma entrega de itens vencidos e pede desculpa

Em nota encaminhada ao Portal Política Macuxi, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Boa Vista confirmou a entrega de itens vencidos da merenda escolar.

“Aconteceu um erro na entrega dos itens em uma de nossas escolas. Em outras 123 escolas não teve nenhuma ocorrência registrada. Assim que o problema foi detectado, uma equipe da secretaria recolheu os produtos e está providenciando a reposição deles, justificou.

“Apesar de todo esforço para entregar aos pais os alimentos que seriam destinados à merenda escolar, com atenção às normas sanitárias exigidas, o erro aconteceu. A secretaria pede desculpa pelo ocorrido”, complementou.

Este post tem um comentário

  1. luiz henrique gouveia melo

    Paga um absurdo sem licitação e entrega porcaria….
    O perfeitinha de merda que nos temos em boa vista….
    E um monte de vereadores pau no cu

Deixe uma resposta