Eleição para prefeito já tem 17 pré-candidatos em Boa Vista

Eleição para prefeito já tem 17 pré-candidatos em Boa Vista

Depois de 16 anos da prefeita Teresa Surita (MDB) à frente do executivo municipal, a eleição em Boa Vista para o pleito de 2021-2024 mostra que será bastante acirrada.

Até o momento, a corrida pela Prefeitura de Boa Vista conta com 17 participantes que preparam suas estratégias para conquistar novos apoiadores e sobreviverem ao segundo turno. As caras e os nomes são os mesmos, com raras exceções.

O número pode aumentar, uma vez que ainda não há certeza sobre alguns candidatos dos 33 partidos existentes em Roraima.

A pulverização de candidatos a prefeito que buscarão não necessariamente a eleição, mas o fortalecimento da chapa de vereadores de seus partidos, foi provocada pela proibição de coligações entre os partidos para a disputa de cargos legislativos proporcionais.

Apoio do Governo e Prefeitura

Eleito pelo PSL, Denarium ainda não se manifestou claramente sobre quais candidatos apoiará para prefeito, mas citou com exclusividade ao Política Macuxi, alguns dos nomes que podem ser apoiados por ele.

“Temos na nossa base de apoio vários candidatos a prefeito. O Zé Haroldo, Marco Jorge, Sheridan, que tem dado apoio ao governo, a Gerlane, o pastor Isamar, meu candidato a senador na última eleição. Temos o deputado Ottaci que é candidato a prefeito e está conosco agora. Então vamos avaliar o quadro político mais para frente e definir nossa posição após se definirem de forma definitiva quem serão os candidatos dos partidos”

A reportagem também procurou a prefeita Teresa Surita, que até o momento ainda não confirmou sua preferência por nenhum dos candidatos, apesar de quatro secretários terem se desincompatibilizado no prazo para concorrer ao pleito, entre eles, o vice-prefeito Arthur Henrique.

Mapeamento do cenário

Mas nem todos terão suas pretensões confirmadas, visto que as candidaturas só serão oficializadas nas convenções partidárias realizadas de 20 de julho a 5 de agosto.

No atual cenário ficaram definidos quatro grupos políticos fortes.

O primeiro, o grupo comandado pelo deputado e presidente da Assembleia Legislativa de Roraima Jalser Renier, que tem como pré-candidato à prefeito Ottaci. Neste grupo, estariam como possíveis aliados do Solidariedade outros nove partidos, sendo eles, PSC, Cidadania, DC, PRTB, PTC, PSB, Patriota, PROS e PT.

A esquerda por enquanto está polarizada com dois grupos definidos. O primeiro formado pelo PSTU, PCB e PSOL tem como possível pré-candidato Fábio Almeida. O segundo grupo, formado pela REDE e PCdoB tem como pré-candidato o vereador Linoberg.

O terceiro Grupo é do pastor e presidente da igreja Assembleia de Deus, Isamar Ramalho, que é o pré-candidato à prefeito. Neste grupo estão o Podemos e o Avante

Outros 11 partidos já definiram suas pré-candidaturas. Dois partidos neste cenário, não terão candidatos majoritários e ainda não escolheram qual o grupo majoritário que iram compor. São eles o PDT da ex-senadora Ângela Portela e o Partido da Mulher Brasileira (PMB) da Sandra Gomes.

Outros três partidos estão sem representação no estado, sendo eles, o PCO, NOVO e UP – 80.

Pré-candidatos falam sobre a eleição para prefeito

A reportagem consultou os pretensos pré-candidatos dos partidos nas últimas semanas, e fez um mapeamento da atual situação da corrida ao palácio 9 de julho.

Veja quem são os pré-candidatos e o que dizem sobre a eleição

1- Arthur Henrique
O vice-prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique Machado, se desligou do cargo de secretário municipal de Educação abrindo espaço para ser o candidato escolhido para representar o grupo político da prefeita Teresa Surita (MDB) nas eleições municipais desse ano. O Política Macuxi não conseguiu um posicionamento do vice-prefeito Arthur Henrique, que é o nome mais forte para receber o apoio da gestora municipal Teresa Surita.

2- Zélio Mota- MDB
Corre nos bastidores, pelo apoio da prefeita Teresa para concorrer ao pleito, o vereador Zélio Mota. Em conversa com o Política Macuxi, Zélio disse que segue trabalhando na Câmara de Boa Vista, como líder da prefeita Teresa Surita. “Reforço que, a convite da prefeita e do ex-senador Romero Jucá, retornei ao MDB. Apesar da aproximação das eleições, nosso foco tem sido auxiliar o Executivo nas ações de combate à pandemia de Covid e salvar o máximo possível de vidas. Não tratei das eleições ainda”

3- Abel Galinha – Democratas
Abel Galinha é empresário e já foi deputado federal e vereador. Ele comanda um partido forte, o Democratas, que elegeu Chico Rodrigues para o Senador e se movimenta nos bastidores em busca de apoio de outras siglas. Disse que ainda era muito cedo para falar sobre sua pré-campanha, mas prometeu se posicionar na próxima semana.

4- Fabio Almeida – Psol
O PSOL, o PSTU e o PCB ainda não definiram candidatos às eleições majoritárias, mas o funcionário Público Fábio Almeida é o cotado. Em conversa com o Política Macuxi ele afirmou que gostaria de poder disputar e administrar a capital. “Costumo dizer que precisamos começar a amar os boavistenses, não apenas Boa Vista. No sábado o Psol deve aprovar seu arco de aliança, porém não há possibilidade de apoiar nenhuma candidatura de partidos que participem dos Governos Federal, Estadual e Municipal, ou que defendam em seu programa o Estado Mínimo”. A perspectiva do PSOL é apresentar um nome para concorrer nas eleições tendo como principal foco ao enfrentamento das desigualdades. Fábio não descartou apoio a candidatura do Vereador Linoberg. “É uma possibilidade de aliança, porém seu nome ainda não surgiu oficialmente e devemos como partido observar o arco de aliança que possa existir em torno do nome dele. Hoje estou saindo do tratamento da Covid e a partir de agora aprofundar as conversas partidárias”.

5- Gerlane Baccarin – Progressistas
A ex-secretária Gerlane Baccarin afirmou que sua pré-campanha está forte e disse que seu partido conversa com vários outros nessa fase. “Cada vez com mais vontade e força e fé de encarar esse pleito. Esse momento de pré-campanha é o momento em que todos os partidos conversam entre si e procuramos aqueles que tenham a mesma ideologia, para formar um grupo forte e coeso, para caminhar não apenas na campanha, mas também depois. Buscamos pessoas que tenham competência para encarar uma gestão pós-pandemia, o que não será fácil”

6- Isamar Ramalho – Podemos
O pastor Isamar Ramalho é pré-candidato a prefeitura de Boa Vista pelo partido Podemos, com apoio do partido Avante, e está em conversação com outras siglas.
“Não sou político de carteirinha mais quero contribuir com o município de Boa Vista com a visão empreendedora que Deus tem me dado ao longo dos meus 57 anos e em especial 22 anos à frente da Assembleia de Deus gerindo-a e proporcionando um crescimento que saltou de 81 templos para 485 , hoje com mais de 57 mil membros em todo o estado. Vivenciando momentos de crise tanto na capital quanto no estado e superando todas as elas. Sinto-me habilitado a concorrer como pré-candidato ao cargo de prefeito da capital”.

7- Jeferson Alves – PTB
O deputado estadual Jeferson Alves (PTB), anunciou em abril a sua pré-candidatura a prefeito da capital Boa Vista. O parlamentar, que é presidente estadual do Partido Trabalhista Brasileiro, já concorreu ao pleito municipal em 2016. De acordo com Alves, o clamor popular o levou a tomar essa decisão. O site Política Macuxi não conversou com o parlamentar que está se recuperando do Covid.

8- Linoberg – Rede
O vereador Linoberg, que tem um mandato exemplar como base, também é pré-candidato. Bem avaliado e lembrado por boa parte da população para a eleição municipal, ele conversas com cinco partidos e já anunciou seu vice, Wesley Thomé (PCdoB), médico e também vereador, que terá um papel fundamental na articulação de uma frente progressista. “Posso dizer que sou pré-candidato a prefeito por ter gosto pelo trabalho, estar me cercando de gente competente e corajosa para administrar as heranças dessa gestão, dando continuidade ao que é bom; corrigindo diversos erros, inclusive problemas orçamentários e de saúde pública; propondo caminhos que nos guiem a uma cidade melhor, feita pra durar, capaz de usar as vantagens de ser no lavrado e não o medo de ficar alagada na primeira chuva”

9- Luciano – PR
Luciano Castro confirmou ao Política Macuxi que vai disputar a vaga de prefeito pelo Partido Liberal (PL), que não terá disputa interna. Esta é a segunda vez que disputará a prefeitura. Em 2008 disputou o cargo quando perdeu para Iradilson Sampaio, que disputava a reeleição. Castro foi deputado federal por seis mandatos seguidos e disputou duas eleições para o Senado em 2014 e 2018. “Nesse período estamos conversando com diversos partidos. Nossa convenção deve ser em agosto e já temos 31 candidatos a vereador”

10- Marcos Jorge – Republicanos
Presidido em Roraima pelo senador Mecias de Jesus e com reforços do deputado federal Jhonatan de Jesus, o partido Republicanos fechou questão em torno do nome de Marcos Jorge de Lima “Nossa pré-candidatura está de pé e estamos obviamente com foco na pandemia. Mas a eleição está a porta e o cidadão terá que se preocupar com a próxima gestão do município. O Republicanos está focado nisso e por isso me afastei da Seplan para começar o processo de construção e onde estamos dialogando com os diversos partidos, com outros pré-candidatos com o intuito de lançarmos e concretizarmos este projeto que é a nossa candidatura à prefeitura de Boa Vista”

11-Mozarildo -PTB
A lista dos que confirmaram o nome para disputar o cargo tem ainda o ex-senador Mozarildo Cavalcanti. O ex-senador afirmou que é pré-candidato para dar opções de voto para a população além de atuar em defesa da melhor aplicação de recursos públicos. Mozarildo ressaltou ainda que não há nada definido com relação a partido, que terá Jeferson Alves também como pré-candidato. “O Jeferson se lançou também pré-candidato, mas não tem briga. Perto da convenção fazemos uma pesquisa séria e quem estiver na frente, o outro apoia. Ele tem hoje a maioria do diretório, mas veremos como fica”

12- Nicoletti
O PSL deve lançar nome próprio para disputar as eleições municipais e o mais cotado é o deputado federal Nicoletti, presidente do partido, que já começou a atuar como pré-candidato a sucessão de Teresa Surita. O partido já anunciou que não coligará com partidos de esquerda, e deve buscar aliados na direita para alinhar pautas. Em conversa com o Política Macuxi, Nicoletti afirmou que “não tem nada definido ainda”.

13- Ottaci – Solidariedade
Ottaci já foi empresário e no seu primeiro projeto político se tornou vice-prefeito de Alto Alegre. Em 2018, elegeu-se Deputado Federal e agora é um dos nomes fortes do Solidariedade para concorrer a prefeitura de Boa Vista, sendo um dos principais articuladores na busca de aproximação e boa relação entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo. O parlamentar não respondeu ao Política Macuxi sobre a possibilidade de sua pré-candidatura

14- Rudson Leite – PV
O Partido Verde terá como candidato em Boa Vista Rudson Leite. “O nosso nome está definido e vamos lançar até julho a pré-candidatura. Estamos dialogando com o PDT, Rede e PSB a nível nacional. Tive uma conversa preliminar com Ângela e vamos m conversar ainda com o Pros. A convenção será em agosto e será virtual atendendo a novas mudanças. Seria politicamente incorreto fazer presencial”

15- ShaoLin -PMN
O Partido da Mobilização Nacional (PMN) em Roraima confirmou o lançamento de uma candidatura própria para disputar a Prefeitura de Boa Vista (PMBV). O representante escolhido é o próprio presidente do partido, Shaolyn Gomes. O nome do (a) vice ainda está sendo discutido entre os filiados.

16- Sheridan – PSDB
O PSDB-Mulher divulgou o nome da deputada federal Shéridan Oliveira para concorrer à prefeitura de Boa Vista — a candidatura, porém, ainda não foi confirmada por ela.

17- Ze Haroldo -PSD
O PSD, deve fazer a escolha do nome que vai disputar a Prefeitura de Boa Vista nas próximas semanas. Em conversa com o Política Macuxi, Haroldo disse que há sim uma possibilidade grande de ser candidato. “Assim como existe vontade da minha parte. Minha experiência na gestão pública teve resultados satisfatórios e me sinto preparado para novos desafios. Mas as decisões precisam ser feitas com cautela, avaliando o cenário atual sem atropelar as necessidades que os munícipes enfrentam neste momento”

Este post tem 2 comentários

Deixe uma resposta