Sinjoper recomenda vaga para jornalista em concurso público do MPRR

Compartilhe:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima (Sinjoper) protocolou na tarde desta quinta-feira (4), ofício recomendando a procuradora-geral do Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), Janaina Carneiro, vaga para o cargo de jornalista no
edital do IV Concurso Público para servidores da instituição lançado dia 2 de agosto.

Segundo o presidente da Sinjoper, Paulo Thadeu Franco das Neves, assim que a instituição anunciou a realização do concurso público, em janeiro deste ano, como medida para reestruturação e modernização do
quadro de servidores do órgão ministerial, a categoria tentou uma audiência junto ao MPRR para dialogar sobre a necessidade de garantir vaga para jornalista profissional no certame, sem êxito.

No ofício, o sindicato relata que existe na estrutura organizacional do MPRR, um setor imprescindível que presta serviço de utilidade pública informando a população e mediando o relacionamento da
instituição com a mídia, onde contam com a colaboração de profissionais jornalistas em cargos comissionados ou contratos terceirizados por empresas prestadoras de serviço. No entanto, não
consta vaga para o exercício da atividade profissional de jornalista.

“O documento protocolado visa corrigir essa falha que, acreditamos que será reparada, haja vista o compromisso do MPRR, que defende todas as
categorias profissionais e o povo roraimense. Entendemos que não será diferente o compromisso e a responsabilidade com a nossa classe, para
assegurar nossos direitos, o que inclui, naturalmente, nesse momento, a reformulação do edital”, disse.

Ainda, conforme o presidente do Sinjoper, o sindicato vem atuando preventivamente, acompanhando e monitorando editais para concursos públicos e seletivos. E ao identificar falhas na formulação do edital, solicita junto aos órgãos públicos os ajustes necessários.

“Nos casos onde não existe a previsão do cargo de jornalista, ou a vaga que deveria ser destinada para jornalistas profissionais são destinados para profissionais de outras áreas de atuação, recomendamos a regularização do cargo para contemplar os jornalistas”, afirmou, ao
ressaltar que a Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) foi uma das instituições que acatou a recomendação do sindicato.

A vice-presidente do Sinjoperr, Sonia Lucia Nunes e a vice-tesoureira Érica Figueredo também acompanharam o presidente durante a entrega do
documento.