30 HORAS

Cuidadores pedem apoio da ALE-RR em diálogo com município para reduzir jornada de trabalho

Assembleia Legislativa se comprometeu a discutir demandas sobre situação de servidores

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Soldado Sampaio (Republicanos), e a deputada Catarina Guerra (União) receberam nesta quinta-feira (24) representantes do movimento grevista de cuidadores municipais. Eles pedem apoio político nas negociações com a Prefeitura de Boa Vista e vereadores da Capital.

Os servidores declararam greve em 8 de março e pedem a redução da carga horária de 40 para 30 horas. No total, 460 cuidadores escolares fazem parte do quadro da educação municipal. Soldado Sampaio destacou que, embora o assunto seja de competência do Município, reconhece que a pauta dos cuidadores é justa e se comprometeu a dialogar com o presidente da Câmara Municipal de Boa Vista, Genilson Costa (SD), e reforçar a demanda com o prefeito Arthur Henrique (MDB).

“Estou pronto para ajudar no que estiver ao meu alcance, pois toda a luta vale a pena. Terei uma conversa com Genilson Costa e com outros vereadores a que tenho acesso”, disse Sampaio. Além disso, o presidente do Poder Legislativo estadual garantiu repercutir o assunto na Casa.

A presidente do Sintram (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Municipais), Sueli Cardozo, também pediu apoio do Legislativo nas negociações para o fim da greve e apresentou alguns pontos principais para que a categoria não seja penalizada, entre eles o desconto das faltas e o corte da gratificação dos participantes do movimento, o encaminhamento do projeto de lei para a redução da carga horária e o pedido para não retorno integral das Casas-Mãe.

“A maioria das nossas grevistas são mulheres com menos de 35 anos, jovens, mães de família, que tem medo de receber o mínimo e ainda sem a gratificação de R$ 300”, explicou Sueli. A sindicalista reforçou que a redução da carga horária vai garantir qualidade de vida às servidoras e melhorar os serviços prestados à população.