Jalser Renier tem mandato cassado na Assembleia Legislativa

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O presidente da Assembleia deputado Jalser Renier(SD) teve o mandato cassado em sessão extraordinária realizada nesta segunda-feira, 28.  Estavam presentes na sessão 19 parlamentares, sendo que a deputada Aurelina Medeiros e o deputado Marcelo Cabral estavam na sessão de modo virtual. Foram 18 votos a favor da cassação.

O suplente do parlamentar, o ex-deputado George Melo, estava na sessão e foi empossado novamente como deputado.

A sessão foi presidida pelo 1º vice- presidente da Casa, deputado Janio Xingu, iniciou às 10h.

O relator Jorge Everton informou que o parecer é de conhecimento público e estava publicada no diário oficial e pediu a dispensa da leitura do relatório. “Voto pela perda do mandato por conduta incompatível ao decoro parlamentar. Peço aos deputados que acompanhem o voto pois é clamor social”

Janio Xingu facultou a palavra ao deputado Jalser ou seu  representante legal, mas ele estava ausente da sessão.

O deputado Soldado Sampaio pediu o registro das intimações e juntada dos documentos ao processo. O deputado Jeferson Alves pediu o voto aberto.

Durante a votação, Jânio Xingu se absteve de votar na sessão.

Votaram pela ordem a favor da cassação os deputados:

Ângela Águida Portela, Aurelina Medeiros, Betania Almeida,  Catarina Guerra, Chico Mozart, Coronel Chagas, Eder Lourinho, Evangelista Siqueira, Gabriel Picanço, Jeferson Alves, Jorge Everton, Marcelo Cabral, Neto Loureiro, Nilton do Sindpol, Renato Silva, Soldado Sampaio, Yonny Pedroso,Tayla Peres.

O deputado Jânio Xingu se absteve de votar. “Quando iniciei o mandato disse que nunca cassaria um colega. Por isso me abstenho de votar”.

Os deputados estaduais Dhiego Coelho, Jalser Renier, Lenir Rodrigues, Odilon e Renan Filho não marcaram presença na sessão.

“Sempre acreditei nos meus colegas. Na justiça dos homens e na justiça divina. Estamos caçando o mandato de um deputado eleito, mas sabemos que ele usou o poder para se proteger. Gostaria que o senhor estivesse presente. Todos os roraimenses sabem quem é Jalser e não temos condições de conviver com isso. Estamos fazendo nossa parte” concluiu Sampaio.