You are currently viewing Sitram aciona Ministério Público após casos de Covid-19 nas escolas da Prefeitura

Sitram aciona Ministério Público após casos de Covid-19 nas escolas da Prefeitura

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Boa Vista (Sitram) acionou o Ministério Público de Roraima (MPRR) para investigar a disparada de casos registrados de Covid-19 entre professores e alunos da rede municipal de ensino.

Conforme a presidente do Sindicato, Sueli Cardozo, ao menos 17 escolas da Prefeitura de Boa Vista teriam registrado casos da doença. Por conta disso, o retorno das aulas presenciais foi suspenso em várias unidades.

“No mês de setembro, quando o prefeito [Arthur Henrique] anunciou o retorno das aulas, nós realizamos várias reuniões com os servidores já demonstrando a preocupação com os casos de Covid nas escolas”, disse.

À época, a reportagem do Política Macuxi noticiou que os dirigentes do Sitram realizaram visitas em escolas e constataram que alguns prédios não são seguros para o retorno das aulas presenciais.

A presidente revelou que pediu, por ofício, explicações da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) sobre casos confirmados e suspeitos de coronavírus nas 17 escolas listadas em um levantamento feito por professores da rede municipal.

As escolas são: Escola Laucides Inácio, Edsonina de Barros, Dalício Farias, Aquilino Mota Duarte, Frei Arhtur, Hilda Franco, Rujane Severiano, Maria Francisca da Silva Lemos, Menino Jesus de Praga, Nova Canaã, Maria Gonçalves Vieira, Criança Feliz, Glemíria, Dr. Silvio Leite, Nilton Tavares, Jânio Quadros e Francisco Cássio.

 “A informação que temos é que há suspeita e casos confirmados em várias escolas. Enviamos ofício à Smec pedindo transparência nas informações para tomar as providências junto ao MPRR e pedir fiscalização”, informou.

Outro lado- Em nota, a Prefeitura informou que algumas unidades escolares confirmaram casos de coronavírus entre funcionários e alunos, mas reforçou que de imediato, tanto as escolas, quanto a SMEC, adotaram o protocolo de acordo com plano de retorno do Comitê de Enfrentamento e Combate à Covid-19 da rede municipal de ensino.

“Dessa forma, aqueles que foram confirmados positivo para o vírus, ou que tiveram contato com o infectado, já estão devidamente afastados para que possam cumprir seu período de quarentena”, citou trecho da nota.