You are currently viewing Jalser se defende de acusações e afirma ser alvo de conspiração política

Jalser se defende de acusações e afirma ser alvo de conspiração política

O deputado estadual Jalser Renier (Solidariedade) participou nesta terça-feira, 21, de solenidade no plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR). De Brasília, por videoconferência, o parlamentar destacou seus 28 anos de vida pública, rebateu acusações e agradeceu o apoio da população em reconhecimento de seu esforço no desenvolvimento do Estado.

Há nove meses afastado da presidência da Casa, Jalser está sendo vítima de uma conspiração política contra sua pessoa. “Existem 16 presidentes reeleitos de Assembleias no Brasil que continuam com seus comandos, mas no meu caso, eu fui afastado em caráter monocrático, sem ainda ser julgado. Mas enquanto houver recurso dentro do meu direito, estarei sempre apresentando, porque acredito na suprema corte brasileira”, destacou o parlamentar.

Anda em discurso, Jalser reafirmou sua crença no direito e na justiça para todos, “Não pode haver exceções quanto à verdade. Tenho sete mandatos de vida pública, nunca ganhei de ninguém por um voto, sempre tive a oportunidade de vencer maciçamente pela força popular, nunca perdi eleição no Estado que me acolheu“.

O deputado afirmou que nunca – em nenhum momento da sua vida política – atentou contra a vida de ninguém. “Eu jamais faria isso. Fui atacado por muitas pessoas em minha vida política. Nunca receberam um telefonema meu para ameaçá-los. Nunca fiz isso. O julgamento quem faz é Deus. Nunca fiz algo que pudesse conspirar contra a vida ou saúde de qualquer pessoa e repugno qualquer ato do tipo. As pessoas que não respeitam os outros cidadãos e seu direito a liberdade de expressão são covardes e hoje garanto a vocês que tenho sido vítima de uma armação política. No mais, o julgamento quem faz são as pessoas que acreditam no meu esforço e no meu trabalho. Deus vê tudo e sabe da minha inocência”.

Por fim, o parlamentar agradeceu o apoio que vem recebendo da população e reafirmou sua crença na decisão do Supremo em Brasília, “Seja qual for a definição da Justiça, eu sempre terei absoluto respeito por esta Assembleia e meus pares. Continuarei firme nesta causa, pois a palavra medo nunca fez parte do meu vocabulário. Quando preciso resolver algo com alguém, discuto e brigo se necessário, pois sou verdadeiro e trabalhador. Não posso permitir a violação ou o desrespeito à autoridade de meu mandato, porque ainda estamos em luta e ela não terminou. Agradeço a solidariedade dos amigos, faço de tudo pela preservação do bom diálogo e das boas relações. Não culpo ninguém, não tenho mágoa, meus inimigos são poucos. Tenho convicção na verdade e na justiça”, finalizou Jalser Renier.