You are currently viewing CASO ROMANO: Ex-comandante do Bope e outros 13 policiais foram alvos de operação
Foto: Marcelo Marques/TVRR

CASO ROMANO: Ex-comandante do Bope e outros 13 policiais foram alvos de operação

Ao menos 14 policiais militares foram alvos da operação deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas), em conjunto com as Polícias Militar e Civil, nesta quinta-feira, 16, por suspeita de envolvimento no sequestro do jornalista Romano dos Anjos, ocorrido em outubro do ano passado.

Segundo informações obtidas pela reportagem do Política Macuxi, foram cumpridos sete mandados de prisão contra militares da corporação, sendo um coronel, um major que já chegou a comandar o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PMRR, dois subtenentes, um sargento, um soldado e um paisano. Outros sete policiais, dois coronéis, um subtenente, três sargentos e um paisano foram alvos de mandados de busca e apreensão.

A ação faz parte da Operação Pulitzer, que mobilizou cerca de 100 agentes públicos, dentre policiais militares, policiais civis, Membros e servidores do Ministério Público de Roraima.

PMRR- Em nota, a Polícia Militar informou que a investigação sobre o Caso do jornalista Romano dos Anjos corre em segredo de justiça por parte do Ministério Público Estadual e da Polícia Civil, e somente após a conclusão do Inquérito e o acesso às informações, é que deverão ser abertos os procedimentos administrativos referentes aos policiais militares supostamente envolvidos no caso.

A PM esclareceu ainda que não compactua com comportamentos que não sigam os preceitos da honra e pundonor militares e que se for comprovado envolvimento de militares no caso, serão tomadas as medidas pertinentes pela corporação militar.

*A reportagem não irá divulgar os nomes dos envolvidos devido ao processo correr em segredo de justiça, e com base na Lei Nº 13. 869, de 5 de setembro de 2019, que proíbe divulgação de nomes e imagens de presos não condenados.