You are currently viewing Governador anuncia concurso público e restruturação da Polícia Civil

Governador anuncia concurso público e restruturação da Polícia Civil

Durante o ato comemorativo alusivo ao aniversário de 17 anos da posse da primeira turma de policiais civis do Estado de Roraima, nesta segunda-feira (19), o governador Antonio Denarium anunciou uma série de ações que beneficiam diretamente a Polícia Civil.

O governador Antonio anunciou a elaboração do edital para o concurso público da Instituição, a transferência de titularidade do terreno ocupado atualmente pela Polícia Civil e assinou o decreto de criação de uma Comissão que vai elaborar o Projeto de Reestruturação da Polícia Judiciária. A solenidade ocorreu na sede da Delegacia Geral, na Cidade da Polícia Civil.

Na programação, foram entregues 25 certificados do Curso de Aperfeiçoamento Policial realizado pela Polícia Civil para policiais civis da União, enquadrados ao plano de classificação de cargos do Ex-território Federal.

O governador assinou o decreto que cria uma comissão, composta por nove integrantes, que terá o prazo de 60 dias para elaborar o Projeto de reestruturação da Polícia Civil. “Autorizei também a proposta apresentada pela Polícia Civil de ocupação de vagas disponíveis no quadro da Polícia Civil. Com a autorização, será dada a continuidade nos estudos para a elaboração do edital do concurso público para a Polícia Civil a ser lançado brevemente”, disse.

Polícia Civil terá complexo operacional

Outro benefício anunciado à Polícia Civil é referente à transferência de titularidade do terreno do antigo Conjunto dos Executivos, situado na Avenida Getúlio Vargas, nº 3859, bairro Canarinho, para a Instituição. O ato nomeia o lote como Cidade da Polícia Civil e permite a construção do Complexo Operacional da Polícia Civil.

A ação vai contemplar obras como a sede administrativa da Delegacia Geral e os novos e modernos prédios para o IC (Instituto de Criminalística), IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), e IML (Instituto de Medicina Legal), todos dentro da Cidade da Polícia Civil.  Uma expectativa de mais R$ 12 milhões em investimentos.

De acordo com o governador Antonio Denarium, isso quer dizer que o terreno, devidamente registrado como pertencente à Polícia Judiciária, pode passar por melhorias e construções.

“Esse era o último passo que faltava para a construção de uma sede definitiva da Civil. Há anos, a maioria das nossas delegacias está em prédios cedidos ou alugados, agora poderemos investir em algo próprio, moderno e de uma maneira centralizada e unificada. Otimizando recursos, tempo, melhorando investigações, a comunicação interna e externa, entre tantas outras melhorias”, revelou o governador.

Ele ressaltou que o lote pertence ao Governo de Roraima e desde o ano de 2014 o local passou a abrigar vários departamentos de polícia, mas que havia a necessidade de regularização para que juridicamente não houvesse mais entraves para aplicação de investimentos na construção de novas instalações para atendimento à população.

RESGATE ESTRUTURAL

De acordo com Denarium, o resgate estrutural da Polícia Civil tem ganhado destaque em sua gestão. “A Polícia Judiciária é um importante meio para combater a criminalidade. É dentro dos prédios da Polícia Civil que o crime se desvenda. Ela recebe o cidadão para o registro de Boletim de Ocorrência, realiza oitivas, flagrantes, analisa provas e evidências, grandes operações, entre outras inúmeras funções, o que nos mostra a importância de uma estrutura sólida”, afirmou o governador.

Duas obras importantes ganham destaque desde o início da gestão do governador, como a inauguração da Delegacia de Caracaraí, do 1º DP (Departamento de Polícia) em Boa Vista. Outras duas casas localizadas dentro da Cidade da Polícia Civil também receberam reformas e manutenção predial e já estão revitalizadas em serviço para a população.

A Delegacia de Pacaraima e a nova Central de Flagrantes são obras que já estão em andamento. “A segurança é uma marca forte do nosso governo. Estamos investindo pesado agora para que a população possa colher, tendo uma vida segura e não só a sensação de segurança que tanto se almeja”, reforçou o governador.

Para o delegado Geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso, todas as ações anunciadas nesta manhã, marcam a história da Polícia Civil.

“É um momento histórico para todos nós. Primeiro porque passamos a ter a nossa sede própria, o que permitirá trabalharmos os projetos de construção do Complexo da Polícia Civil, que vai congregar em um mesmo espaço toda administração da Delegacia Geral, os Departamentos, Delegacias Especializadas e os Institutos. Por outro lado, teremos a oportunidade de modernizar a estrutura da Polícia Civil e, principalmente, nos foi autorizado dar continuidade nos estudos de elaboração do edital do concurso da Polícia Civil, um anseio antigo e que em breve se tornará realidade”, ressaltou.

HOMENAGENS

Durante a solenidade, foi realizada uma homenagem aos servidores da Polícia Civil que morreram por complicações da Covid-19. Foi realizada uma salva de tiros, com um minuto de silêncio e a entrega da Bandeira da Polícia Civil aos familiares de dez servidores da Instituição que faleceram. Ao todo, quatro policiais do quadro efetivo, seis da União, dentre eles quatro aposentados.

Deixe uma resposta