Projeto Capacitação Legal é realizado em Uiramutã

Projeto Capacitação Legal é realizado em Uiramutã

O vento forte e gelado que desce as serras e invadem a Comunidade Indígena Caraparu I, dão as boas vindas à equipe do Projeto Capacitação Legal, e também para os indígenas de outras comunidades próximas, que até mesmo a pé ou de cavalo, cruzaram as montanhas em busca de qualificação.
Eles atuam na segurança territorial da região e fazem parte do grupo chamado de Segurança Comunitária Indígena. “Isso vai fortalecer o trabalho dos seguranças, eles vão ter mais compromisso. Eles têm uma responsabilidade com o povo das comunidades e precisam aproveitar essa oportunidade, porque cada um vai atuar na defesa do nosso povo”, disse Edvaldo da Silva Simão, 1° tuxaua da Comunidade Caraparu I.
O projeto é uma ação da Procuradoria Adjunta da Mulher, da Assembleia Legislativa de Roraima, focado justamente em fortalecer o trabalho de segurança nas terras indígenas, principalmente nas mais isoladas. “Isso porque eles vão se tornar multiplicadores do que aprenderem aqui, pois nas regiões de difícil acesso nem todos podem estar presentes. É um conhecimento que vai ajudar a segurança das comunidades”, salientou Fabiana Baraúna, coordenadora do Projeto Capacitação Legal.
O curso teve início na segunda-feira, 19, Dia Nacional do Índio, e segue até quarta-feira, dia 21. Os temas abordados vão de violência doméstica, legislação indígena, tráfico de pessoas, primeiro socorros e combate à incêndios, até defesa pessoal, noções direito penal e prevenção ao suicídio.
“Nós temos uma grande preocupação com a segurança do nosso território indígena, principalmente aqui na Raposa Serra do Sol, por conta da violência contra os povos indígenas aqui da região. Essa capacitação vai nos fortalecer e garantir nossos direitos, porque os seguranças comunitários vão saber como agir”, comentou José Sabino André, coordenador geral do Centro Regional Caraparu I. O polo reúne 9 comunidades, localizadas na região das serras.
O Projeto Capacitação Legal já foi levado a outras comunidades indígenas. Em Boa Vista, as comunidades Truaru da Cabeceira e São Marcos, já foram atendidas. Barata e Raimundão, no Alto Alegre, também receberam a qualificação. No Cantá, foram os indígenas da Malacacheta. As comunidades do Contão, São Bento, Canta Galo e Maravilha, na região do município de Pacaraima, estão entre as atendidas pelo Projeto, que agora chega à região das Serras, no Uiramutã.
“É algo muito significativo trazer o projeto à comunidade Caraparu I, justamente no Dia Nacional do Índio. É a Assembleia Legislativa de Roraima, com o incentivo do presidente da Casa, deputado Soldado Sampaio, preparando a segurança comunitária, fortalecendo essa equipe com um conteúdo de qualidade, e repassado por pessoas qualificadas”, finalizou a deputada estadual Lenir Rodrigues.
Texto: Johnn Barbosa
Foto: Luis Garcia
SupCom ALERR | 20.04.2021

Deixe uma resposta