Operação da PF investiga desvio milionário em Iracema

Operação da PF investiga desvio milionário em Iracema

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje, 04, a Operação Hermano, com o objetivo de investigar desvios de mais de 1,6 milhão de reais da saúde e da educação no município de Iracema, região Centro-Sul de Roraima nos períodos entre dezembro de 2017 e junho de 2019.

Policiais federais cumprem cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal em Roraima, após representação da autoridade policial e manifestação favorável do Ministério Público Federal (MPF).

Os mandados são cumpridos em Boa Vista, local de residência dos envolvidos e das sedes das empresas investigadas.

O inquérito policial indica possível envolvimento  de um ex-secretário municipal de finanças e do então coordenador do Fundo Municipal de Saúde, quem seriam os responsáveis por autorizar a saída dos recursos dos cofres públicos.

Um sócio da empresa de contabilidade contratada pelo município de Iracema seria o responsável pela indicação de uma construtora que receberia os recursos e pela orientação de como dificultar a atuação dos órgãos de fiscalização.

Mais de R$ 1,6 milhão teriam sido transferidos para a construtora irregularmente, sem qualquer procedimento e possivelmente integralmente desviados, não havendo registros de prestação de serviços ou entrega de quaisquer produtos.

*O nome da operação faz referência ao parentesco de um dos envolvidos com o prefeito na época dos fatos.

Deixe uma resposta