Oficiais de Justiça pedem suspensão de atividades até fim da pandemia
Oficiais de Justiça pedem adoção de medidas contra covid (Foto: Divulgação/Ejurr)

Oficiais de Justiça pedem suspensão de atividades até fim da pandemia

Os oficiais de Justiça de Roraima solicitaram a suspensão das suas atividades em formato presencial até o fim da pandemia do covid ou quando a categoria estiver devidamente imunizada, sem a adoção de nenhum tipo de compensação pelos dias não trabalhados.

O documento é assinado pelo presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado de Roraima (Sindojoerr), Luiz Saraiva Botelho, e direcionado à presidência e a corregedoria do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR).

Na justificativa para a solicitação, a categoria reforça que retomou os trabalhos em abril de 2020 após proposta da Corte, mediante redução dos riscos de contaminação e da necessidade do andamento dos serviços. Porém, com a descoberta de uma nova variante e o alto número de contaminados e mortos, os servidores pedem pela paralisação das atividades.

“Em seu cotidiano, os oficiais de Justiça são obrigados a se aproximar dos destinatários para a realização das leituras dos mandados, explicar as ordens judiciais, colher notas de ciente e ingressar em residências e empresas (…) realizar buscas e apreensões, onde podem encontrar pessoas acometidas de diversas doenças”, afirmam.

No texto, Botelho explica que as providências requeridas não dizem respeito a nenhum benefício para os Oficiais de Justiça. “São mecanismos necessários de proteção para evitar a proliferação desenfreada de uma doença grave, conforme orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS), justificou.

O Política Macuxi entrou em contato com o Tribunal de Justiça para saber se o órgão pretende adotar novas medidas de prevenção ao covid e aguarda retorno.

Deixe uma resposta