Mesmo sem aulas, Prefeitura irá gastar mais de R$ 500 mil em botijas de gás para as escolas

Mesmo sem aulas, Prefeitura irá gastar mais de R$ 500 mil em botijas de gás para as escolas

A Prefeitura de Boa Vista pretende gastar R$ 524.145 mil na aquisição de botijas de gás para abastecer as escolas da rede municipal de educação e casas mãe em 2021. As aulas estão suspensas desde 17 de março por conta da pandemia do novo Coronavírus, e não há previsão para o retorno.

Conforme o edital, está prevista a compra de 5.052 botijas de 13kg ao custo de R$103 a unidade, valor de aproximadamente 10% maior do que o preço de mercado, que está em torno de R$ 94, conforme consultado pela reportagem em revendedoras do produto em Boa Vista.

A pandemia ocasionada pelo Coronavírus vive uma segunda onda em todo mundo, no Brasil e também em Roraima. O número de casos da doença tem aumentado expressivamente e tem atingido, cada vez mais, crianças e adolescentes, fato que possivelmente atrase ainda mais o retorno das aulas.

OUTRO CASO – Em novembro deste ano, às vésperas das eleições municipais, a Prefeitura gastou quase R$ 500 mil com a aquisição de 5.100 recargas de gás, com valor correspondente à recarga de 13kg de um botijão, ou seja, a R$ 93 a unidade.

A Prefeitura afirmou que a distribuição de bens atenderia famílias em situação de vulnerabilidade durante a pandemia. No entanto, a medida foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) no dia 17 de novembro, uma semana antes da realização do 2º turno na capital.

O Ministério Público Eleitoral, no início de novembro, alertou as prefeituras sobre esta situação. Segundo a Lei nº 9.504/97, no ano em que se realizar eleição fica proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da administração pública.

 Outro lado- A reportagem solicitou posicionamento da Prefeitura de Boa Vista, e aguarda retorno.

 

Deixe uma resposta