You are currently viewing Prefeitura paga quase meio milhão para grafiteiro paulista pintar mural da nova orla

Prefeitura paga quase meio milhão para grafiteiro paulista pintar mural da nova orla

Um artista plástico de São Paulo irá receber da Prefeitura de Boa Vista R$ 400 mil para pintar o mural artístico cultural do Parque do Rio Branco, na nova orla da capital.

O grafiteiro Carlos Eduardo Fernandes Leo, conhecido como ‘Kobra’, foi contratado sem licitação. O extrato de inexigibilidade, que inviabiliza competição ou procedimento licitatório, foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) de ontem, 02.

A contratação foi viabilizada por meio da Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura de Boa Vista (Fetec), por meio do processo 0275/2020. O mural, que segundo o município faz parte de uma das atrações principais do parque, consiste em uma proposta, em que o artista plástico se propõe a uma pintura, com o tema “Nosso Rio, Nossa História, Nossas Famílias”.

O mural de concreto, ainda sem tamanho especificado, deverá ter a arte feita em grafite, em óleo, acrílico, esmalte spray ou outros materiais de tinturas ou corantes resistentes ao ambiente natural.

Também poderá ser feita em qualquer de suas diversidades, tais como: surrealista, realista, impressionista, poética, anime, desenho, 3D ou bucólica.

Grafiteiro cobrou R$ 300 mil por pintura em mural no Rio

O paulista Eduardo Kobra começou a carreira como pichador artístico, tornou-se grafiteiro e hoje considera-se um muralista. Ele começou a ficar famoso pelo projeto Muro das Memórias, na cidade de São Paulo, em 2007, onde retratou cenas antigas da cidade.

Em um mural que leva sua assinatura e que está exposto no Rio de Janeiro, o artista cobrou R$ 300 mil para fazer a pintura, R$ 100 mil a menos do que ganhará pelo mural do Parque do Rio Branco.

Artistas locais receberam apenas R$ 6 mil para compor mural

Em novembro, a Prefeitura já havia selecionado 34 projetos em artes plásticas que irão compor o Mural Artístico Cultural do Parque do Rio Branco Cada projeto selecionado vai receber o valor de R$ 6 mil, totalizando R$ 204 mil, metade do valor que será pago ao artista de São Paulo.

Durante a seleção, foram avaliados o histórico do artista; a relação do projeto com o tema; potencial de atração turística e venustidade (formosura).

Segundo a prefeitura, o objetivo do concurso foi dar suporte aos artistas locais e potencializar o turismo no Parque do Rio Branco, previsto para inaugurar em dezembro deste ano.

Outro lado- A reportagem enviou demanda à Prefeitura de Boa Vista, por volta das 08h30 de hoje, 03, solicitando informações sobre o mural e o motivo da contratação do artista por inexigibilidade de licitação pelo valor de R$ 400 mil. Até o fechamento da matéria, não houve retorno.