Prefeitura gasta mais de R$ 6,3 milhões para manter escolas fechadas em Boa Vista

Prefeitura gasta mais de R$ 6,3 milhões para manter escolas fechadas em Boa Vista

De março a setembro deste ano, a Prefeitura de Boa Vista gastou cerca de R$ 6,3 milhões com a manutenção dos prédios das escolas municipais que estão fechadas. O dinheiro foi repassado para empresas que prestam serviços de aluguel de veículos, dedetização, impressão e cópia de documentos, instalação de centrais de ar, além de projetos de irrigação e jardinagem.

Boa Vista conta com 65 escolas municipais, incluindo as da zona rural e indígena. Mas devido a pandemia do Coronavírus, desde o dia 17 de março os 44.716 alunos estudam de forma virtual, sem sair de casa. Mesmo assim, o município manteve os gastos com impressão e cópia de documentos, no valor de R$ 281.975,10.

Com o aluguel de veículos destinados ao transporte escolar, a Prefeitura gastou mais de R$ 3 milhões, sem que nenhum aluno tenha sido transportado. O serviço de jardinagem, incluindo compra de grama do tipo esmeralda e irrigação, custou aos cofres do Município cerca de R$ 1,2 milhão.

Outros gastos chamam atenção como, por exemplo, a compra de centrais de ar, no valor de R$ 1,2 milhão, além dos pagamentos para uma empresa de dedetização no valor R$ 266,808,19.

Estes pagamentos foram efetuados com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e são alvo de suspeita de irregularidade por parte dos professores municipais, que cobram da prefeitura o rateio do Fundeb.

Somente este ano, o Município de Boa Vista recebeu do Governo Federal  R$ 160 milhões para aplicar na educação através do Fundeb. Os dados constam no relatório do Portal da Transparência destinado à prestação de contas do fundo, que pode ser acessado por qualquer pessoa, no endereço eletrônico https://transparencia.boavista.rr.gov.br/contas-publicas/fundeb.

Outro lado- A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura, mas não obteve reposta.

Deixe uma resposta