Candidato a prefeito faz barraco em debate; veja o vídeo

Candidato a prefeito faz barraco em debate; veja o vídeo

O debate promovido pela Rádio Tropical de Comunicação, ontem, 09, entre os candidatos à Prefeitura de Boa Vista, terminou em confusão, ânimos acirrados e troca de acusações.

O deputado federal Antonio Nicoletti, que concorre ao cargo majoritário pelo PSL, acusou a emissora de suposta manipulação na ordem dos candidatos no momento das considerações finais do debate.

O desentendimento começou quando Luciano Castro (PL) havia questionado Nicoletti sobre o motivo de o deputado ter votado contra a manutenção do valor de R$ 600 até dezembro referente ao auxílio emergencial.

“Vou lhe dar novamente outra oportunidade para explicar por que o senhor votou contra a prorrogação do auxílio emergencial de R$600,00 até dezembro. A decisão está registrada na ata de 5 de julho da Câmara Federal”, questionou.

Como resposta, Nicoletti afirmou que Luciano Castro, que foi deputado federal por seis mandatos, desconhece o regimento interno da Câmara Federal.

“O senhor está mentindo e dissimulando mais uma vez. Fico surpreso que o senhor não entenda o regimento interno. Aquilo [manutenção dos R$ 600,00] foi um jabuti, deixei livre para o presidente Bolsonaro prorrogar até quando achasse necessário”, justificou.

Ao ter o direito de resposta negado pela banca organizadora composta por membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Luciano Castro, que foi o último na ordem dos candidatos para as considerações finais, usou seu tempo para rebater a fala de Nicoletti.

“Lamento esse tipo de afirmação. Fui chamado de mentiroso e acusado de desconhecer o regimento da Câmara.  Acho que tem que ter postura e reconhecer que votou para redução do auxílio emergencial”, criticou.

Após o enceramento do debate, Nicoletti se irritou e, aos gritos, acusou o mediador do debate, o radialista Eduardo Carvalho, de manipulação para beneficiar Luciano.

“O Eduardo [Carvalho] no intervalo estava mexendo nos papéis vendo os candidatos e deixou o Luciano por último para ele falar isso. A Rádio Tropical é sim imoral, é uma sacanagem”, acusou o deputado.

Veja o vídeo:

Em rede social, deputado voltou a acusar emissora

Logo após o encerramento do debate, o deputado Nicoletti usou as redes sociais para voltar a afirmar que o evento teria sido manipulado.

“A campanha do candidato Nicoletti vem, por meia desta, expressar sua profunda indignação com a manipulação da ordem dos candidatos no momento das considerações finais do debate promovido pela Rádio Tropical nesta segunda-feira, dia 9 de novembro”.

Segundo o parlamentar, é de conhecimento público que a Rádio Tropical é de propriedade do também candidato Luciano Castro. “O ato premeditado de deixá-lo por último, no bloco de considerações finais do debate, é uma clara tentativa de beneficiá-lo para que pudesse profanar mentiras e calúnias a respeito do candidato Nicoletti, sem que o mesmo tivesse a possibilidade do direito de resposta”.

‘Demonstrou destempero’, diz Luciano sobre Nicoletti

Ao Política Macuxi, a assessoria de imprensa do candidato Luciano Castro informou que a Rede Tropical já respondeu à acusação infundada de manipulação durante o debate da rádio, promovido na última segunda-feira (9).

“Luciano lamenta que Nicoletti tenha se desesperado por não conseguir responder a uma simples pergunta e, ao fim do debate e nas redes sociais, ter demonstrado o seu destempero e falta de preparo para assumir os desafios da gestão municipal de Boa Vista”, frisou.

Emissora pede retratação pública de Nicoletti

Também em nota, a Rede Tropical de Comunicação repudiou as acusações feitas pelo candidato Nicoletti, verbalmente, em postagem nas redes e por nota, depois do debate realizado ontem pela Rádio Tropical FM.

“Durante toda a campanha eleitoral, a TV Tropical e Rádio Tropical deram espaço igualitário, em seus telejornais, programas radiofônicos e debates a todos os candidatos a prefeito de Boa Vista. Em nenhum momento houve favorecimento a algum deles”.

“Essa acusação, além de leviana e irresponsável, coloca em questão a honorabilidade do mediador do debate radialista Eduardo Carvalho, que realizou o sorteio em urnas transparentes a frente dos candidatos, da plateia, assessores, jornalistas, do reitor da UFRR e da comissão de advogados constituída pela OAB-RR para avaliar o direito de resposta”, ressaltou.

A Rede Tropical destacou que, em mais de seus 30 anos de história, sempre foi pautada pela sua postura imparcial e isonômica somente com objetivo de levar informação e entretenimento de qualidade a nossos ouvintes e telespectadores.

“Aguardamos a retratação pública do candidato Nicoletti e nos reservamos ao direito de tomar as medidas judiciais cabíveis diante de suas acusações, caso as mantenha”, pontuou.

Deixe uma resposta