Partido ‘de esquerda’ faz doação milionária ao MDB de RR

Partido ‘de esquerda’ faz doação milionária ao MDB de RR

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) efetuou uma doação de mais de R$ 2 milhões ao Diretório Regional do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) em Roraima, partido do candidato a prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique.

A doação milionária consta no site de divulgação de contas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os valores foram divididos em quatro recibos eleitorais. O primeiro deles, de R$ 338.512,16, foi repassado no dia 08 de outubro. Já no dia 14 de outubro, outras três doações de R$ 564.004,66, R$ 155.113,87 e R$ 958.966,41 foram efetuadas pelo PSTU ao MDB estadual.

Os recursos, conforme consta no detalhamento das doações, são provenientes do Fundo Especial de Financiamento de Campanha. Além do PSTU, o próprio MDB fez outra doação, de apenas R$ 10 mil oriundas do Fundo Partidário, para a direção regional do partido.

Nanico e sem representação

Considerado um partido ‘nanico de esquerda’, o PSTU sequer possui diretório estadual em Roraima, assim como não terá candidatos nas eleições 2020 para vereador ou prefeito tanto na capital quanto nos municípios do interior.

Por também não possuir representação na Câmara dos Deputados e no Senado, a sigla recebeu apenas R$ 1,2 milhão de Fundo Partidário para gastar nas eleições deste ano, valor bem abaixo do doado ao MDB em Roraima.

Em outras capitais, como São Paulo e Teresina, o PSTU terá como candidatos às prefeituras, respectivamente, Vera Lúcia e Gervásio Santos. Sem dinheiro, os dois estão realizando vaquinhas virtuais para arcar com os custos da campanha.

Outro lado- A reportagem encaminhou demanda ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RR) para saber se a doação do PSTU ao MDB em Roraima é considerada legal. A assessoria do órgão informou que, somente após a prestação de contas do partido, será possível analisar se há irregularidades.

Também enviamos pedido de posicionamento à assessoria do Diretório Regional do MDB, que é comandado pelo ex-senador Romero Jucá, mas ainda não obtivemos retorno.

Deixe uma resposta