Eleições 2020 em Roraima custarão mais de R$ 4 milhões, diz TRE

Eleições 2020 em Roraima custarão mais de R$ 4 milhões, diz TRE

A Lei Orçamentária Anual (LOA) autorizou o montante de R$ 1,28 bilhão para custear o processo eleitoral de 2020 em todo o país. Do total, cerca de R$ 647 milhões serão investidos na realização das Eleições Municipais de 2020.

Em Roraima, segundo informações repassadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RR) ao Política Macuxi, a previsão de custos será no valor de R$ 3.567.684,00, para o primeiro turno das eleições municipais de 2020.

Com a grande probabilidade de haver segundo turno na capital, a estimativa é que sejam utilizados mais R$ 660.082,00.

Conforme o TRE, os valores serão gastos como o transporte e a preparação das urnas, alimentação dos mesários, com o apoio técnico-administrativo, dentre outros.

O Recurso é exclusivamente federal, da Justiça Eleitoral. Mesmo com a pandemia, o órgão informou que não houve gastos extras, pelo fato de que todos os equipamentos de proteção individual (EPI’s), terem sido doados à Justiça Eleitoral.

Gastos com logística, armazenamento e conservação das urnas

O transporte, o armazenamento, a conservação e a preparação das urnas no processo eleitoral exigem a contratação de serviços e a gerência coordenada de várias ações. Essas tarefas estão entre os principais custos de um processo eleitoral, ao lado dos gastos com mesários, apoio técnico-administrativo e com as Forças Armadas, que prestam auxílio logístico e de segurança durante as eleições.

O apoio prestado pelas Forças Armadas será fundamental para a realização dos pleitos em regiões de difícil acesso e para garantir a normalidade da segurança pública nos locais de votação onde o acirramento de questões políticas e sociais podem tumultuar o processo.

Outras despesas

O custo de uma eleição também inclui despesas como locação e manutenção de veículos, materiais de expediente, treinamento de pessoal, diárias, passagens e serviço de sistema móvel para transmissão de dados via satélite.

A logística de distribuição das urnas eletrônicas pelos locais de votação varia de acordo com as necessidades e peculiaridades de cada Tribunal Regional Eleitoral e de cada zona eleitoral. Em locais mais distantes e de difícil acesso, o transporte das urnas pode ser feito por helicópteros, aviões e barcos.

Deixe uma resposta