Mozarildo é desfiliado do PTB e não pode mais ser candidato

Mozarildo é desfiliado do PTB e não pode mais ser candidato

O clima de guerra nos bastidores do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) em Roraima continua acirrado entre o deputado estadual Jeferson Alves e o ex-senador Mozarildo Cavalcanti.
Desta vez o ex-senador, que quer ser o pré-candidato do partido à prefeito de Boa Vista nas próximas eleições, teve seu nome retirado da lista de filiados à sigla junto à Justiça Eleitoral.
Em consulta realizada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a reportagem constatou que o nome de Mozarildo Cavalcanti não está na relação de eleitores filiados ao partido na Capital.

A situação impede que Mozarildo dispute o cargo majoritário pelo PTB ou por qualquer outra agremiação já que a data-limite para filiação a um partido político com vistas às Eleições Municipais de 2020 encerrou no dia 4 abril.

Mozarildo afirma ter sido retirado ilegalmente
Em entrevista ao Política Macuxi, o político acusou o deputado Jeferson Alves, que preside o PTB em Roraima, de tê-lo retirado ilegalmente.
“Eu estava filiado até junho! É possível que o “Presidente” deputado Jeferson tenha me retirado ilegalmente”, afirmou Mozarildo.
Ele informou que irá até às ultimas instâncias na Justiça eleitoral para garantir o direito a concorrer à prefeitura de Boa Vista pelo PTB.
Ele [Jeferson] é um homem pouco afeito a verdade! Minha próxima conversa com o “Presidente”, se houver, será na Justiça Eleitoral. Como já falei, meus advogados já estão em ação”, disse.

Deputado diz que ex-senador não se filiou em Roraima; ouça áudio

Ao política Macuxi, o deputado estadual Jeferson Alves rebateu as acusações de Mozarildo e afirmou que o ex-senador nunca se filiou no PTB durante sua gestão como presidente.
Ele [Mozarildo] se filiou quando esteve em Brasília, pelo Diretório Nacional do partido, e pegou a todos nós da diretoria estadual e municipal de surpresa”, disse.
Alves informou que o PTB irá lançar 30 nomes para disputar cargos de vereadores na capital e no interior, e que retirou sua própria candidatura a prefeito de Boa Vista por, segundo ele, não ser prioridade.
“O Mozarildo não trouxe o nome de nenhum pré-candidato a vereador, nem na capital e nem no interior. Ele não será candidato pelo PTB, porque já fechamos questão em apoiar a candidatura do deputado federal Ottaci Nascimento [SD]”, frisou.
O deputado explicou, ainda, que sua decisão foi respaldada por todos no partido, inclusive o presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson. “Hoje mesmo conversei com o presidente nacional, e ele deixou claro que o que decidirmos está decidido. E só para deixar claro, não retiramos o nome do Mozarildo da lista, ele pode ser candidato por qualquer partido, mas do PTB não vai ser”, pontuou.

Entenda o embate entre Jeferson e Mozarildo
O ex-senador Mozarildo Cavalcanti e o deputado estadual Jeferson Alves, ambos do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) têm protagonizado um racha na sigla, em âmbito nacional, devido ao desentendimento sobre a pré-candidatura do partido à Prefeitura de Boa Vista.
Cavalcanti, que obteve dois mandatos de senador por Roraima, foi o primeiro a anunciar sua pré-candidatura à PMBV, em fevereiro deste ano, quando ainda estava sem partido.
Após tratativas com o PTB, partido ao qual pertenceu por vários anos, o ex-senador confirmou que sairia candidato pela sigla nas próximas eleições.
Dois meses depois, porém, o deputado Jeferson Alves, que preside o PTB em Roraima, anunciou que seria ele o pré-candidato do partido à prefeito, cargo pelo qual já concorreu em 2016.
A decisão do parlamentar culminou em uma série de desentendimentos e troca de farpas entre ele o ex-senador.
No final de julho, Alves anunciou que o partido não lançaria candidato ao cargo majoritário e que apoiar a candidatura do deputado federal Ottaci Nascimento (SD),o que inflamou ainda mais a disputa entre ele e Mozarildo, que deve acabar na Justiça Eleitoral.

Deixe uma resposta