“Tivemos décadas de descaso, mas hoje a manutenção é permanente no HGR” diz secretário

“Tivemos décadas de descaso, mas hoje a manutenção é permanente no HGR” diz secretário

O secretário estadual de saúde, Marcelo Lopes, fez uma coletiva de imprensa na manhã deste sábado, 18, para anunciar as medidas que está tomando em relação ao Hospital geral de Roraima (HGR).
A unidade hospitalar vem tendo problemas por conta da estrutura que há mais de 10 anos não tem manutenção e sofre com a chegada do inverno.

“É um problema crônico de mais de uma década. Se acompanhar, inclusive, pela internet as notícias, falando de alagamentos no HGR, tem vários históricos dos mesmos problemas. Assumimos a secretária há cerca de 40 dias e estamos tomando todas as providências para evitar que os pacientes sofram com as chuvas. O que queremos com essa coletiva é que os moradores de Boa Vista entendam que o trabalho está sendo feito”.

Marcelo Lopes explicou que o Hospital Geral de Roraima está passando por várias reformas, uma das quais está ocorrendo no Grande Trauma, outra no bloco ao fundo do hospital, além do novo anexo que está sendo construído.

“Estamos fazendo uma manutenção permanente no telhado, todo local onde ocorre o rebaixamento ou cede por conta das chuvas, estamos fazendo a manutenção imediata. Neste sábado, estamos aqui trabalhando nisso, mas o telhado por ser antigo, velho, e nunca ninguém ter feito nenhuma manutenção, pode ceder novamente. Vamos trabalhar o máximo possível para evitar isso, mas a reforma geral do telhado depende de que a gente chegue no verão para que consigamos destelhar e resolver definitivamente. Tão logo acabem as chuvas iremos fazer a intervenção como estamos fazendo em outras áreas do hospital.”

Lopes informou que a secretaria está atuando de maneira proativa para resolver o problema do hospital, com uma empresa de manutenção atuando permanente no hospital.

“Todos os locais onde aparecem os alagamentos resolvemos de imediato. Por exemplo, o de hoje foi basicamente goteira diferente do de ontem que cedeu parte do telhado. Os problemas estão ocorrendo e sendo resolvidos”.

Falta de drenagem na rua

O secretário estadual de saúde informou ainda que um dos fatores que contribuiu para o hospital ficar com o piso alagado é o entupimento da rede de drenagem da prefeitura municipal de Boa Vista.

“Está entupida na frente do hospital. Entramos em contato com a secretaria municipal de serviços públicos para que possa ser resolvido esse problema e para que tenhamos por onde escoar a água”.

Pandemia e Obras

O secretário estadual de saúde, Marcelo Lopes,disse ainda que mesmo em época de pandemia e chuva, o hospital não para com as reformas.

“Estamos liberando mais leitos, instalando novos equipamentos e mobiliário novo. A previsão de entrega do novo anexo é setembro e, além do atendimento à população, estamos com todas as obras em andamento, nenhuma mais paralisada. Até setembro teremos um novo complexo hospitalar, um novo HGR”, concluiu.

Redução de casos

Sobre a redução de mais de 75% no número de mortes em Roraima e na reabertura do comércio, Marcelo Lopes explicou que o atendimento no HGR está regularizado.

“Estamos com um novo protocolo de atendimento. O paciente que dá entrada, se for classificado como nível 1 ou 2, é transferido para a APC, ficando no HGR apenas os casos graves. Hoje não temos afogamento, não temos problemas de superlotação, temos leitos de UTI, semi-intensiva e leito clínico disponíveis”.

Apesar disso, Lopes acredita que não se pode diminuir o isolamento, pois não é momento de relaxar com os cuidados.

“A população deve continuar com as medidas de higiene, lavar as mãos, utilizar álcool em gel, máscara e se manter em casa, que a pandemia vai passar. Iremos acompanhar os indicadores de forma mais efetiva, ao invés de ser semanal será diário esse acompanhamento. Caso haja agravamento ou limitação de atendimento a abertura poderá ser retroagida”.

Deixe uma resposta