Deputados vão destinar recursos para reforçar atuação de conselhos tutelares

Deputados vão destinar recursos para reforçar atuação de conselhos tutelares

Diante da falta de condições de trabalho, a Associação de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares de Roraima (Aceterr) procurou a Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) em busca de uma solução.

Em reunião com a categoria, o presidente da Casa, deputado Jalser Renier (SD), informou que o Poder Legislativo vai destinar emendas parlamentares para aquisição de veículos, e mediar uma solução para as demandas que cabem às prefeituras de cada município.

As emendas parlamentares serão destinadas pelos deputados Jalser Renier e Yonny Pedroso (SD), e possibilitarão a aquisição de 17 veículos traçados, o que sanará uma das principais reclamações destes profissionais, que é a dificuldade de chegar aos locais mais distantes de cada polo para apurar ocorrências.

Outra reclamação foi sobre a baixa remuneração destes profissionais. Este valor é estipulado por cada prefeitura e varia de acordo com o município. No interior, a maioria destes profissionais recebe pouco mais que um salário mínimo. A categoria busca ajustar esse valor para três salários mínimos.

“Sabemos das dificuldades dos conselheiros tutelares, muitas coletivas outras pontuais, e precisamos igualar isso e fazer com que cada conselheiro tenha seu trabalho reconhecido, para que haja equidade na questão salarial e estrutural, e vamos fazer isso através do diálogo com as prefeituras e presidentes das câmaras municipais”, explicou Jalser Renier.

A deputada Yonny Pedroso pontuou que os conselheiros tutelares têm um papel fundamental na garantia dos direitos e proteção de crianças e adolescentes.

“É uma classe de extrema importância, pois cuida das crianças e adolescentes que precisam dessa assistência. Nossas emendas vão ser destinadas para dar suporte com carros. Faremos o que pudermos para dar auxílio para que essas pessoas façam seus trabalhos da melhor forma possível”, pontuou.

A conselheira tutelar em Boa Vista, Jaisa Lameira, saiu satisfeita da reunião, pois, segundo ela, foi a primeira vez que a associação foi recebida por uma autoridade para tratar sobre essas demandas. “Todo mundo tem a sua realidade e em Boa Vista não é diferente. Não temos carros traçados para atender demanda do interior”, exemplificou.

Já o conselheiro Ivan Matias pontuou que entre as dificuldades enfrentadas em Mucajaí estão o fato de a base territorial ser grande, a falta de veículos traçados e a necessidade de melhoria salarial. “Eu visualizo como coisa boa [esta reunião]. Nunca houve um presidente da Assembleia Legislativa, representante do Poder Legislativo, para ouvir as necessidades e a realidade dos conselheiros”, concluiu.

Deixe uma resposta