88 pessoas podem ser presas em Roraima por fraudar ‘Corona Voucher’

88 pessoas podem ser presas em Roraima por fraudar ‘Corona Voucher’

Uma operação integrada da Polícia Civil, com o apoio das Forças de Segurança do Estado e da Controladoria-Geral da União (CGU), cumpre 88 mandados de prisão em Roraima. O trabalho teve início na semana passada e já prendeu 12 pessoas.

De acordo com informações prestadas pelo delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, pessoas que se inscreveram no programa do Governo Federal, pelo Ministério da Cidadania, para sacar o auxílio emergencial o “corona voucher” tiveram seus endereços atualizados.

Um mapeamento em todo o País, realizado pela Diretoria de Informações Estratégicas da Secretaria de Combate à Corrupção, da Controladoria Geral da União, permitiu indicar que desses beneficiários que tiveram os endereços atualizados, um total de 26.659 são procurados por crimes diversos em todo o País.

Mandados serão cumpridos

Assim, as Polícias Civis do Brasil receberam documentação com esses endereços atualizados. Em Roraima, 88 mandados de prisão serão cumpridos.

“Ao sermos informados pela CGU, imediatamente designamos aos policiais civis para iniciarem as investigações para a localização desses foragidos que estavam com os mandados de prisão decretados. Iniciamos o trabalho na semana passada e 12 pessoas já foram presas”, disse Cardoso.

A operação pretende cumprir mandados de prisão contra procurados por crimes de tráfico de drogas, roubo majorado, homicídio, estupro, furto qualificado, entre outros crimes, em todo o Estado.

Segundo o delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, o trabalho de localização dos foragidos requer uma ação de inteligência por parte das Polícias, além de muita cautela, para localizar os alvos.

“É um trabalho que visa impedir a continuidade da impunidade. São pessoas que foram presas pelas mais diversas forças policiais, ou indiciadas na Polícia Civil, onde foram instaurados inquéritos. Os procedimentos foram formalizados na Justiça e essas pessoas tiveram suas prisões decretadas e estamos cumprindo suas prisões, tanto na Capital, quanto no Interior”, disse

WhatsApp Audio 2020-06-01 at 14.57.39

Deixe uma resposta