Jalser afirma que Saúde não precisa de intervenção federal: “Falta gestão”

Jalser afirma que Saúde não precisa de intervenção federal: “Falta gestão”

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Jalser Renier (SD), cobrou do governador do Estado, Antonio Denarium (sem partido), que ele se pronuncie e tome uma atitude para solucionar os problemas recorrentes na Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Ele afirmou que não vê justificativas para uma intervenção federal.

O discurso foi feito durante sessão remota, realizada na tarde desta terça-feira (26), após pronunciamentos dos deputados sobre a situação da saúde pública no Estado.

Jalser Renier pontuou que na Lei Orçamentária de 2020, a Assembleia Legislativa aprovou, na íntegra, toda a proposta do Governo do Estado para a Saúde, afirmando que o Orçamento está garantido.

“Não há, aos meus olhos, nenhuma condição que justifique uma intervenção federal: temos financeiro, orçamento, estrutura física e de pessoal, todos dispostos a resolver. Falta gestão! Estamos aqui para ajudar no que for necessário e cobrar um posicionamento urgente do senhor governador.”.

Pedido de Intervenção

Jalser se disse surpreso com a carta do atual secretário de Saúde, Olivan Melo, sexto gestor da pasta na gestão de Denarium, que elenca inúmeros problemas e pede intervenção federal.

“É o sexto secretário de saúde que assume para fazer diagnósticos e apresentar os problemas que já sabemos, quando estamos precisando, mais do que nunca, de alguém que apresente as soluções e que tenha a capacidade, a humildade, a competência de discutir essa situação com todos os atores envolvidos”, criticou o deputado.

Jalser enfatizou que há um clamor para que o governador se posicione e tome decisões efetivas. “Venho aqui pedir ao senhor governador Antonio Denarium, que aceite a união de esforços e coordene essas ações pra que a gente possa salvar vidas e dar tranquilidade ao povo de Roraima. Nosso Estado não pode passar por momentos ainda piores do que já estamos passando”, pontuou.

Ao final da sessão, o presidente da Assembleia Legislativa informou aos deputados a publicação de um decreto de abertura de crédito extraordinário para a Sesau, no valor de R$ 219 milhões, para combate ao coronavírus. “Recurso a secretaria tem, falta alguém que faça este recurso virar uma ação de governo”, concluiu.

Este post tem 2 comentários

Deixe uma resposta