Duda Ramos e Ministro unem forças para fortalecer a agricultura familiar em Roraima

Crédito:

Compartilhe:

Em uma reunião estratégica entre o Deputado Federal Duda Ramos (MDB-RR) e o Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira (PT-SP), foram coordenados esforços para impulsionar a agricultura e apoiar os produtores rurais em Roraima.

O compromisso renovado do parlamentar em colaborar com o Ministério visa estabelecer medidas concretas para fortalecer e expandir a produção agrícola, com o objetivo de gerar mais empregos, renda e melhorar as condições de vida das famílias que dependem do campo.

“Sinto-me encorajado pelo comprometimento do Ministro em promover o desenvolvimento da agricultura familiar em nosso estado”, destacou Duda Ramos.

Durante o encontro, foram discutidas iniciativas para impulsionar o desenvolvimento da agricultura familiar, incluindo investimentos financeiros, programas de formação e assistência técnica. Duda Ramos enfatizou a importância da colaboração mútua para garantir que as áreas mais necessitadas recebam a devida atenção e apoio.

Teixeira, por sua vez, ressaltou a importância do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), vinculado ao Programa de Agricultura Familiar e Agroecologia do Plano Plurianual (PPA). A proposta de ambos é fortalecer a compra de alimentos saudáveis da agricultura familiar e investir em assistência técnica, visando a aumentar a produção de alimentos e, consequentemente, a renda dos produtores.

Potencial da Agricultura Familiar para o Desenvolvimento Econômico de Roraima

O investimento na agricultura familiar é crucial para estimular o crescimento econômico em regiões que frequentemente enfrentam déficits em serviços básicos como infraestrutura, educação e saúde. Duda enfatiza que, a longo prazo, espera-se que isso resulte no fortalecimento e na diversificação da economia local, incentivando a criação de novas empresas e serviços.

Segundo dados do portal Governo do Brasil, a agricultura familiar desempenha um papel fundamental na economia brasileira, movimentando anualmente R$ 274,47 bilhões. Além disso, ela é responsável por uma parcela significativa da produção nacional de diversos alimentos essenciais, como soja, feijão, arroz, macaxeira, milho, café e trigo.

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), é previsto um aumento significativo na demanda por alimentos até 2050, com a população mundial atingindo 9,3 bilhões de habitantes. Para enfrentar esse desafio, é essencial aumentar a produção de alimentos, e a agricultura familiar desempenha um papel crucial nesse processo.

“O investimento em serviços inovadores voltados para os pequenos produtores é fundamental para garantir que as futuras gerações percebam o potencial e a importância do agronegócio”, finaliza Duda Ramos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE