You are currently viewing Ex-diretores de cooperativa são denunciados pelo MPRR por desvios milionários de grãos

Ex-diretores de cooperativa são denunciados pelo MPRR por desvios milionários de grãos

O Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), ajuizou denúncia contra A.M.V e A.C. da S. pelos crimes de apropriação indébita e dano qualificado.

Os dois eram eram diretor administrativo e gerente, respectivamente, da “Cooperativa de Produção Agropecuária do Extremo Norte Brasileiro”, conhecida como Grão-Norte.

As investigações apontaram os dois como responsáveis pelo desvio de grãos do Complexo Agroindustrial de Silos Graneleiros, que era administrado pela Cooperativa, em Roraima. A prática criminosa ocorreu entre 2018 e 2019, sendo descoberta no início de 2020. A dupla conseguiu desviar dos silos cerca de 11 mil toneladas de grãos, avaliadas em R$12,8 milhões, que foram vendidas no mercado local e até para comerciantes da Guiana.

“As apropriações, mediante desvios, ocorriam de forma paulatina, justamente para não levantar suspeitas. Almejando criar aparente legitimidade para as negociações de compra e venda de grãos, os denunciados introduziram naquele local uma empresa homônima, a GRÃO NORTE Serviço, de propriedade de um dos denunciados (o qual, até então, era Gerente da Cooperativa)”, narra trecho da Denúncia do MPRR.

Ao todo, vinte vítimas foram identificadas, entre produtores, pequenas associações e cooperativas de agricultores de Roraima.

Caso sejam condenados,A.M.V e A.C. da S., podem pegar penas de até cinco anos e seis meses de detenção, multa e devolução dos valores desviados, R$12.817.384,30, com a devida correção monetária.

Deixe um comentário