You are currently viewing Preso suspeito de vender medicação restrita para pacientes com Covid

Preso suspeito de vender medicação restrita para pacientes com Covid

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Roraima – FICCO/RR, coordenada pela Polícia Federal e integrada pelas polícias Civil e Militar e pelas secretarias da Justiça e Cidadania e da Segurança Pública de Roraima, prendeu em flagrante, na manhã de hoje, um homem pela venda de um medicamento de comercialização restrita utilizado na entubação de pacientes com COVID. A medicação está em falta em grande parte da rede hospitalar do país, inclusive no estado de Roraima.

Policiais da FICCO receberam informações sobre um suspeito que comercializaria a medicação de uso hospitalar besilato de atracúrio, o qual é utilizado para relaxar os músculos dos pacientes durante cirurgias e internações em unidade de terapia intensiva (UTI) e para facilitar a introdução de tubo pela traqueia.

Segundo o próprio preso, em razão da falta do medicamento na rede pública, familiares de pessoas internadas no aguardo de procedimentos seriam os compradores, e pagariam até R$ 3.500,00 por uma caixa com 25 ampolas. Conforme o suspeito, uma caixa seria suficiente para apenas dois dias de uso para um paciente.

O suspeito, que é balconista de farmácias há sete anos, informou que encomendaria as medicações de Manaus, apesar de saber que estas só poderiam ser vendidas para hospitais.

O homem foi preso pela prática do crime de venda de medicamento com procedência ignorada, nos termos do Art. 273, parágrafo1º-B, inciso V do Código Penal, cuja pena pode chegar a 15 anos, nos termos do Código.

O preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde permaneceu à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta