You are currently viewing Campanha para presidência começa nos bastidores da Câmara de Boa Vista

Campanha para presidência começa nos bastidores da Câmara de Boa Vista

No dia 1º de janeiro de 2021, enquanto tomam posse, os 23 vereadores eleitos em Boa Vista vão escolher o novo presidente da Câmara Municipal que irá substituir Mauricélio Fernandes (MDB) no comando da mesa diretora.

Mas a disputa já vem ocorrendo bem antes, desde os resultados das eleições do último dia 15 de novembro, e tem movimentado os corredores do parlamento municipal.

Pelo menos até agora, dois vereadores assumiram a candidatura: Ítalo Otávio (Republicanos), vereador reeleito mais votado do pleito, e Idázio da Perfil (MDB).

Em entrevista ao Política Macuxi, Ítalo, que tem como principais apoiadores o senador Mecias de Jesus (Republicanos) e o governador Antônio Denarium (Sem Partido), reconheceu que deverá encabeçar uma chapa para concorrer à presidência da Câmara.

“Pela representatividade do Republicanos, que fez quatro vereadores em Boa Vista, e por ter essa ligação com o governador, meu nome foi ventilado para encabeçar uma chapa que trouxesse um novo modelo de gestão dentro da Câmara Municipal”, destacou.

O parlamentar explicou que já vem angariando apoio de seus pares, mas que não terá vaidade em apoiar outro nome caso não consiga agregar votos.

“Estou analisando o cenário, conversando com meus pares para fazermos uma política sólida. Se ver que meu nome não irá agregar votos, sem vaidade irei apoiar outro candidato que tenha também os moldes de transparência e de independência da Câmara”, disse.

Ítalo afirmou que, caso seja eleito presidente, não será subserviente ao executivo municipal.

“Amadurecemos muito quando tratamos os assuntos como protagonistas. Os vereadores não podem ser tratados como marionetes do eventual prefeito”, frisou.

A reportagem entrou em contato com o vereador Idázio, que também deverá disputar a presidência da Câmara tem o apoio da atual prefeita, Teresa Surita (MDB), mas não obteve retorno.

Correm por fora

Outros três correm por fora como pretensos candidatos: Genilson Costa (SD), que foi reeleito vereador e vem com o apoio principal do então presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (SD); Sandro Baré (Republicanos), que disputou a última eleição a candidatura à prefeito de Boa Vista contra a atual prefeita, ficando em segundo lugar, e Gabriel Mota (Republicanos).

Veja o perfil dos candidatos à presidência da Câmara Municipal:

Ítalo Otávio (Republicanos)-

Ítalo Otávio Teixeira Pinto tem 34 anos e é natural de Belo Horizonte (MG). Foi eleito vereador em 2016 pelo PR e reeleito agora com 2.775 votos, maior percentual na Capital. No pleito anterior atingiu 2.407 votos.

Idázio da Perfil (MDB)-

Idázio Chagas de Lima tem 54 anos e é natural de Dom Pedro (MA). Foi eleito vereador em 2016 pelo Progressistas e agora pelo MDB com 1.965 dos votos. Nas eleições passadas foi o candidato mais votado na Capital, com 3.418 votos ao todo.

Genilson Costa (Solidariedade)-

Genilson Costa e Silva tem 39 anos e é natural de Boa Vista (RR). Foi eleito vereador de Alto Alegre em 2004 pelo PFL e em 2008 e 2012 pelo PSDB, tendo exercido o cargo de presidente da Câmara Municipal da cidade. Em 2016 foi candidato à vereador em Boa Vista e eleito pelo Solidariedade. Foi reeleito pelo partido com 2.094 mil votos.

Sandro Baré (Republicanos)-

Sandro Denis de Souza Cruz tem 46 anos e é natural de Boa Vista (RR). Foi eleito vereador em 2012 pelo PDT, mas não tentou reeleição. Na época, apresentou-se enquanto candidato a prefeito em 2016 pelo Progressistas, com apoio da então governadora Suely Campos (PP). Agora reeleito vereador com 2.527 votos.

Gabriel Mota (Republicanos)

Gabriel Mota e Silva tem 37 anos e é natural de Boa Vista (RR). Atuou enquanto suplente de vereador pelo PP na legislatura de 2012. Em 2015 tomou posse na Câmara após licenciamento dos vereadores eleitos Paulo Linhares (PP) e Pelé (PDT) para assumir os cargos de secretário-adjunto de saúde e de diretor comercial da Codesaima, respectivamente. Concorreu para vereador em 2016 pelo PV e agora  foi eleito pelo Republicanos com 2.398 dos votos.

 

 

Deixe uma resposta