Mesmo com aumento de casos de Covid, Teresa libera retorno presencial de aulas

Mesmo com aumento de casos de Covid, Teresa libera retorno presencial de aulas

A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB), anunciou na manhã desta quarta-feira, 18, que irá publicar decreto autorizando a retomadas das atividades em colégios particulares da capital, mesmo diante do aumento no número de casos e mortes por covid-19 em Roraima.

Conforme a prefeita, o retorno das aulas nas unidades do ensino infantil ao médio será feito de forma parcial.

“O decreto prevê regras de funcionamento, entre elas a obrigatoriedade da permanência do ensino remoto, uma vez que os pais terão a opção de escolher se o filho volta ou não para as aulas presenciais”, explicou em uma publicação nas redes sociais.

Segundo Teresa, que não deu nenhuma previsão para o retorno das aulas na rede municipal de ensino, a medida só é possível ser tomada, porque o município tem feito acompanhamento de índices.

“Farmácias abastecidas, testes, 9 unidades atendendo especialmente a covid e o monitoramento da vigilância Epidemiológica. Mas é importante que os pais e as escolas fiquem atentos e acompanhem permanentemente os cuidados exigidos”, disse.

DECRETO

Conforme o decreto, o retorno das aulas nas escolas particulares não é obrigatório, mas sim opcional. A medida prevê que as escolas garantam aulas presenciais e remotas, além de 50% dos alunos, 3 vezes por semana, presencialmente, e outros 50%, remotamente, intercalando as turmas a cada semana.

Cabem aos pais e responsáveis autorizar o retorno dos filhos. Também será exigido distância de um metro quadrado entre as pessoas; troca de máscara pelos professores e aferição da temperatura.

PANDEMIA

O último boletim epidemiológico divulgado pelo governo, no início da semana, informa que o Estado contabiliza até o momento 124.568 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

 Destes, 60.535 foram confirmados, sendo 11.307 por RT-PCR e 49.228 por teste rápido, 64.033 foram descartados, sendo 10.815 por RT-PCR e 53.218 por teste rápido e 706 óbitos.

Deixe uma resposta