Prefeitura derruba barracos de venezuelanos na beira do rio

Prefeitura derruba barracos de venezuelanos na beira do rio

Mais de 300 venezuelanos entre mulheres, crianças e grávidas, ficaram sem ter como se proteger do sol e da chuva, após tratores da Emhur derrubarem os barracos onde viviam na margem do rio branco, no bairro 13 de setembro.

A voluntária da Diocese de Roraima, Telma Lage, explicou que a Defensoria Pública notificou a prefeitura sobre a legalidade da ação.

“Eles informaram que a ação seria ilegal e que tivessem cuidados com as pessoas em vulnerabilidade social por conta do coronavírus. Mas a Prefeitura só esteve aqui com os tratores e derrubaram os barracos deixando essas pessoas desassistidas”.

Em nota, a prefeitura informou que os barracos montados no local eram uma ocupação irregular em área de preservação permanente